-

domingo

Playlist: Arctic Monkeys


Arctic Monkeys é uma banda formada na Inglaterra, em 2002. Fui "apresentada" à eles 10 anos depois, no final de 2012. A primeira música que ouvi foi Fluorescent Adolescent, e logo de cara já curti muito o estilo da música e achei a letra muito doida. A partir daí comecei a baixar um monte de músicas, tenho uma lista de reprodução no celular só com músicas deles e toda música nova que lança já ouço e sempre curto (acho que fiquei meio fanática. Acho.). As músicas do Arctic são um estilo meio indie rock, e eles tem letras bem variadas, algumas bem calmas, outras bem agitadas, mas todas falam um pouquinho de amor. Aí estão minhas músicas preferidas deles:






Essa última, "A certain romance", o que mais gosto é esse sonzinho do começo. Acho perfeito haha. Enfim, sou louca pelas músicas deles, poderia postar mais um monte de vídeos aqui mas ia ficar meio pesado, então deixo por conta de vocês!!

sábado

Love? Of course!



Amizade. Relações de amizade são indispensáveis na nossa vida. Algumas amizades são mais fortes que outras, umas duram pouco tempo, outras podem durar uma vida inteira. 
Ás vezes a amizade pode se transformar em outra coisa. Não sabemos como, não há um motivo certo que leve a isso, só vai acontecendo. Rola aquela dúvida, aquele medo de se confessar e descobrir que o sentimento não é recíproco. O medo de que, caso não seja recíproco, a pessoa se afaste de você porque sabe o que você sente. E você enrola pra falar alguma coisa porque acharia horrível perder uma amizade que valoriza tanto. Por mais que você queira que role alguma coisa mais séria, não iria suportar ver aquela pessoa distante caso o sentimento não fosse o mesmo. 
Aí você percebe que se lembra de cada momento que passaram juntos. O primeiro filme no cinema, com direito a capoeira no pier, as gotas de chuva batendo no rosto e o vento sacudindo os cabelos. A primeira ida na praia, cantando musicas na areia, se "afogando" um pouquinho no mar e levando golpes de jiu jitsu (sempre tem que rolar uma lutinha). Assistir um filme em casa, fazer lasanha, se empanturrar de chocolate e pão de queijo sem medo de engordar. As várias saídas, conhecendo lugares novos. Os planos de viajar juntos. 
Você se lembra da primeira música que recebeu. Lembra de todas as outras que vieram. Lembra das letras delas, lembra que ficava pensando "Será que isso foi uma indireta?". Como "Do i wanna know?", do Arctic, ou "Mirrors", do Justin Timberlake. E não tinha tanta certeza se era uma indireta ou não, mas acreditava que sim. Porque queria muito que fossem. Então percebe que não consegue mais ficar longe daquela pessoa. Porque ela se tornou indispensável na sua vida.
E aí, depois de bastante tempo, você ganha um presente de aniversário. Praia, ventinho gelado. Algumas gotinhas de água que o vento traz do mar. E é nesse clima que você descobre que é retribuída, passando a ter certeza de que tudo o que você sentia era recíproco. Descobre que pode ter sempre a pessoa ali do seu lado. Conhece cada vez mais, percebe os defeitos mas não liga pra eles porque as qualidades são muito mais importantes, e são elas que devem ser enxergadas. Xinga, bate e briga, mas tudo de "brincadeirinha". Tem um amigo que é muito mais que um amigo. E sabe que ele estará sempre ali, e que você estará sempre ali também, ao lado dele.
Não sabemos como, não há motivo certo que leve a isso. Só vai acontecendo.

sexta-feira

O que está acontecendo???


Ok, estou até com vergonha de postar aqui depois de taaanto tempo sem dar sinal de vida (fazem, tipo, uns três meses que não entro aqui), mas achei um tempinho para explicar tudo.
Primeiro, eu já estava meio devagar nas postagens desde que comecei a faculdade, o tempo estava curtíssimo e eu fazia o possível e o impossível para tentar postar alguma coisa aqui. Agora  o meu tempo está totalmente ocupado porque eu estou TRABALHANDO. Sim, estou estagiando no shopping e vocês devem imaginar como é trabalhar em um shopping porque ele só abre TODOS OS DIAS. Só folgo aos domingos e às vezes nem isso haha. Enfim, talvez eu não consiga postar mais nada enquanto não conseguir organizar meu tempo, e não podia deixar vocês desinformados quanto a isso porque existem milhares de blogueiros e blogueiras que super me apoiaram e elogiaram o que eu estava fazendo (e pretendo continuar futuramente) aqui.
Beijos e, bem, até algum dia hahah (ocupadinha falando)

quinta-feira

Livro da semana: Trilogia Jogos Vorazes, de Suzanne Collins


Bom, como eu já falei nesse post, eu ganhei de aniversário a tão divamaster trilogia "Jogos Vorazes". E, como eu falei que ia postar como livro da semana assim que acabasse de ler, aqui estou eu. Acabei de ler super rápido porque estava louca para ver o que ia acontecer no final, e odeio ir até o final do livro, então aproveitei a folga das provas e passei, tipo, a semana inteira livre para ler essa trilogia maravilhosa. Suzanne Collins conseguiu misturar romance com violência e pressão política, tudo super equilibrado e que fez seus livros atingirem um sucesso inimaginável. 
Ok, o filme não é tão violento assim, mas o livro tem cenas super chocantes e fazem com que a gente veja as cenas rolando na nossa frente, como se estivéssemos mesmo no cinema ou coisa parecida. E é uma história que, mesmo depois de terminar de ler, nos deixa dias e dias pensando em tudo de novo, em como Katniss foi esperta, na pressão que a política pode exercer sobre todos nós, e até muitas coisas sentimentais. Enfim, foi uma trilogia que realmente me impressionou e me deixou com vontade de ler tudo de novo (que é o que vou fazer assim que ler esses outros livros que estão esperando por mim aqui em casa). A história é repleta de personagens envolventes, como o conselheiro bêbado de Katniss e Peeta, a representante estilosa do distrito 12 e até mesmo os tributos de outros distritos, que nos impressionam por sua agilidade, ou esperteza ou até por ser o mais novinho do grupo e conseguir sobreviver na arena por bastante tempo. Os outros livros tem personagens mais envolventes ainda, e "Em Chamas", na minha opinião, é o melhor dos três livros.

Um resuminho do começo para quem não assistiu ao filme. Panem é uma nação que surge da extinta América do Norte, e que é dividida em 12 distritos, cada um com a sua função para conseguirem sustentar a Capital. Houve uma época em que os distritos se rebelaram contra o domínio da Capital, várias pessoas morreram, mas a Capital, é claro, foi vitoriosa e, para mostrar o domínio que ela possuía sobre os distritos, resolveu criar os chamados "Jogos Vorazes". Esses jogos são um tipo de reality show no qual são sorteados um menino e uma menina de cada distrito (que são chamados de tributos) para serem enviados à uma arena e se matarem até que sobre apenas um. O vitorioso ganha prêmios para seu distrito e uma casa em uma área reservada para ele. 
Katniss mora no Distrito 12 com sua mãe e sua irmã, e, ao ver sua irmã de apenas 12 anos ser sorteada para participar dos jogos, decide se voluntariar à entrar no lugar dela. Junto com ela vai para a arena Peeta, um garoto da mesma idade de Katniss que sempre foi apaixonado por ela (apesar de ela não saber disso). O problema é que Katniss deve sua vida ao garoto, pois, apesar de nunca terem se falado, ele salvou sua vida a dando um pão quando ela e sua família estavam prestes a morrer de fome. Então Katniss também tenta fazer de tudo para saldar sua dívida com o garoto.
Isso é o básico, eu sei, mas o post vai ficar muito grande se eu continuar e vocês não vão ter paciência para ler hihi. Peguei essas sinopses aí embaixo na capa dos livros para vocês.

Jogos Vorazes
"Na abertura dos Jogos Vorazes, a organização não recolhe os corpos dos combatentes caídos e dá tiros de canhão até o final. Cada tiro, um morto. Onze tiros no primeiro dia. Treze jovens restaram, entre eles, Katniss. Para quem os tiros de canhão serão no dia seguinte?...
Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstra seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte.
Para evitar que sua irmão mais nova seja a vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido Distrito 12, ela sabe como viver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?"

Só um aviso, QUEM NÃO QUISER SABER MAIS OU MENOS O QUE ACONTECE, NÃO LEIA O RESTO, OK!?

Em Chamas
"Depois da improvável e inusitada vitória de Katniss Everdeen e Peeta Mellank nos últimos Jogos Vorazes, algo parece ter mudado para sempre em Panem. Aqui e ali, distúrbios e agitações nos distritos dão sinais de que uma revolta é iminente. Katniss e Peeta, representantes do paupérrimo Distrito 12, não apenas venceram os Jogos, mas ridicularizaram o governo e conseguiram fazer todos - incluindo o próprio Peeta - acreditarem que são um casal apaixonado.
A confusão na cabeça de Katniss não é menor do que a das ruas. Em meio ao turbilhão, ela pensa cada vez mais em seu melhor amigo, o jovem caçador Gale, mas é obrigada a fingir que o romance com Peeta é real. Já o governo parece especialmente preocupado com a influência que os dois adolescentes vitoriosos - transformados em verdadeiros ídolos nacionais - podem ter na população. Por isso, existem planos especiais para mantê-los em controle, mesmo que isso signifique forçá-los a lutar novamente."

A Esperança
"Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim, é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. 
A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo.
O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra?"
Acompanhe Katniss até o fim deste thriller, numa jornada ao lado mais obscuro da lama humana, em uma luta contra a opressão e a favor da esperança."

Só posso dizer que amei a trilogia, indico para todos mesmo, e não vejo a hora de ir ao cinema assistir "Em Chamas" e "A Esperança", vai ser sensacional!!!